Para evitar sonegação Leão aprimora tecnologia contábil

”  PARA EVITAR SONEGAÇÃO LEÃO APRIMORA TECNOLOGIA CONTÁBIL. “

A transmissão de informações via internet tem sido cada vez mais exigida pelofisco para evitar a sonegação.

Neste ano são pelo menos duas novas obrigações: o eSocial, que consiste no envio consolidado de informações sobre os empregados; e os cupons ficais e NFS-e  eletrônicos para o consumidor.

As duas exigências são extensões do chamado Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), instituído em 2007. A obrigação da emissão da nota fiscal eletrônica (NF-e) para negociações entre empresas foi a primeira grande mudança.

As NFS-e foram exigidas depois que o fisco identificou que havia um grande número de empresas que cancelavam as notas depois de entregarem seus produtos ou serviços, para não serem tributadas.  Segundo o governo da totalidade de notas fiscais emitidas no país, 15% eram canceladas.

Hoje, pela internet,  o governo toma conhecimento imediatamente após a emissão da NFS-e, facilitando a fiscalização.
Para o ano de 2014, na área da saúde, o prestador deve destacar na NFS-e o valor do PIS e COFINS sobre o valor bruto da NFS-e.   O governo não exige que seja destacado o IRPJ e CSLL.  O prestador, caso não possa emitir a NFS-e no momento, pode entregar ao paciente o RPS – Recibo Provisório de Serviços, que deverá ser substituído pela NFS-e e encaminhada ao paciente.

O eSocial, que passou a valer no começo deste mês, é a novidade do ano. Segundo a Receita Federal, trata-se de um projeto que vai unificar o envio de informações pelo empregador em relação aos empregados. Para as empresas especializadas, a novidade é mais uma oportunidade que amplia a demanda por serviços.

Menu