O QUE ROUBA A RENTABILIDADE DO SEU NEGÓCIO?

1 – JUROS EM COMPRAS, CONTAS E EMPRÉSTIMOS.

 

Na hora em que você negocia compras a prazo com seus fornecedores, você leva em consideração quanto de juros está embutido no acordo?

 

“Compare a taxa de juros que você paga  com a taxa de empréstimo praticada para o valor que você pegaria emprestado para pagar à vista”.

 

Pagar contas com atraso, já observou quanto pagará de juros e multa?

 

Se for impostos federais atrasados por falta de dinheiro ou desorganização, em dois meses a multa será de 20% após a correção da selic.  Arrume as contas evitando de perder dinheiro.

 

2 – TARIFAS BANCÁRIAS E DE MAQUININHAS DE CARTÃO.

 

Já verificou a diferença de tarifas entre os bancos?  O empreendedor geralmente não se preocupa com isto, mas são muitas as tarifas.  Poderá pedir redução delas ao gerente comparando com que outro banco cobra.

 

Use a maquininha verificando o custo que você incorre, para cartão de débito ou crédito.  Compare entre as empresas o valor cobrado das tarifas.

 

3 – FALTA DE ACOMPANHAMENTO DOS GASTOS OPERACIONAIS.

 

Muito dinheiro pode ser perdido caso as despesas do dia a dia não sejam controladas com precisão – por meio de um fluxo de caixa.

 

Para revitalizar seu negócio, toda e qualquer despesa que não represente queda de qualidade no atendimento médico ao paciente é importante fazer.

Desperdícios, luz ligada todo o tempo. Se o tempo refrescou ou no inverno, não precisa ligar o ar condicionado.   Telefones, só o necessário.  Funcionário direto na internet da empresa ou até a sua própria, aumenta o custo e rouba o tempo que ele poderia estar se dedicando a empresa, até mesmo analisando e cobrando glosas se o convênio assim praticou, se efetuou o pagamento da fatura dos serviços médicos, etc.

 

Fica mais sério acompanhar estes gastos operacionais quando ocorre pequenas desonestidades e são muitas as possibilidades.  Empreendedores com controles mais rígidos, evita e reduz desonestidades.

 

4 – INEFICIÊNCIA NOS PROCESSOS.

 

Se existir uma forma mais eficiente de realizar melhor a atividade de seu negócio você está perdendo dinheiro.

 

Já parou para pensar o que está ineficiente em seu negócio e precisa tomar atitudes para modificar? Você deve ter a mente aberta para cortar o que for ineficiente.

 

“Você aloca dinheiro para algo específico e acaba se habituando com certos gastos, sem questionar se eles estão lá porque devem estar ou porque são costumes. Será que realmente necessito destes gastos?

 

O seu planejamento tributário está sendo bem feito por seu contador?  Não controlar fluxo de caixa, demonstrações financeiras, impostos é algo muito grave. O governo é nosso sócio principal.

 

5 – IMPOSTOS INADEQUADOS.

 

Há diversos modelos de tributação adequados para uma pequena empresa, de acordo com seu faturamento, porte e tipo de atividade. É possível seguir o Lucro Presumido, o Lucro Real ou o Simples Nacional, por exemplo.

 

“É importante que o empreendedor conheça a melhor opção para ele e, assim, evite perder dinheiro por um enquadramento tributário inadequado. Para isso, vale a pena conversar com os profissionais do Grupo Asse que há 45 anos assessoram contabilmente somente os profissionais da área da saúde., ou outro contador de sua confiança.

 

6 – FORMAÇÃO DE PREÇO RUIM.

 

Faturar mais em certos convênios, planos de saúde até tomadores de serviços (hospitais e clínicas), não representa mais rentabilidade.  Não é garantia de lucro maior.  Se esta tabela de preços praticada pelo médico prestador de serviços não deixa margem de lucratividade, quando mais se atende, não é garantia de lucro.  Faça a precificação da sua consulta e procedimento e veja se condiz com a necessidade do seu negócio.  O médico trabalhará muito por pequena liquidez e rentabilidade.

 

7 – GASTOS QUE NÃO AGREGAM VALOR A SUA EMPRESA MÉDICA OU CONSULTÓRIO.

 

Faça-se um último questionamento, mais existencial: você pode até querer um consultório maior ou tecnologias de ponta, mas será que isso realmente resultará mais satisfação ao seu cliente e, portanto, mais receitas de serviços?

 

“Muito dinheiro se perde gastando com itens que não necessariamente trazem valor ao consumidor”.

 

“Antes do gasto, pense se aquilo irá fazer com que seu cliente fique satisfeito, divulgará para que outros pacientes também procure o serviço médico oferecido. Por exemplo, gaste em reformas se você entender que seu cliente valoriza isso. Se não for algo reconhecido, não adianta.”

Menu