Matéria publicada na revista da SBO – Sociedade Brasileira de Oftalmologia.

Estamos chegando nos dois últimos meses do ano, quando em janeiro de 2021, os médicos deverão decidir com seu contador, pelo melhor planejamento tributário.  Se faz necessário, ter em mãos o relatório dos últimos 12 meses de suas receitas de serviços.

Você quer ter mais resultados do seu negócio, que ele seja mais organizado, que lhe dê melhores condições de ganhos e uma qualidade de vida, tanto profissional como pessoal?

É sabido o baixo preço pago pelos convênios e planos de saúde e piorou ainda mais com o surgimento das clínicas populares, mesmo assim, a exigência dos pacientes aumentou.

Fato é, que todos querem um bom atendimento, tanto ao oferecer como  ao receber qualquer serviço, buscamos sempre o que mais satisfaz.

Mas como devemos planejar um negócio em saúde?

Para o crescimento e aumento de clientes, é necessário promover sua clínica e consultório, através de indicação de colegas, pacientes,  revistas médicas, congressos, redes e mídias sociais.   É sabido que a grande maioria de pacientes buscam o médico através de indicação.

Sua clínica ou consultório está oferecendo um atendimento  capaz de fazer com que o paciente o indique a outro paciente?

Nunca esqueça do paciente para que ele nunca esqueça de você.

O que ele viu de diferencial no atendimento a ponto de fidelizá-lo e o indicar a outros?  Além da qualidade técnica do médico, o que mais o encantou? 

Qualidade técnica não é diferencial, é requisito básico.  É preciso mostrar ao paciente como ele é importante e toda atenção é devida a ele.

Como o paciente percebe este diferencial em sua clínica e consultório médico?

Algo em comum: processos, pessoas, finanças e comunicação.

  1. Processos: a forma como seu cliente é recebido e atendido.
    – Se a recepcionista deve fazer a anamnese de relacionamento;
    – Quem deve cadastrar o cliente em um sistema;
    – Se o médico deve ir até à sala de espera buscar o paciente;
    – Como deve ser feita a confirmação de uma consulta;
    – Quem deve ligar para o paciente que não decidiu;
    Tudo isso e muitas outras situações, estão relacionadas a processos. 
  1. Pessoas: como estão treinadas as pessoas que trabalham em seu consultório ou clínica?
    – Sua recepcionista é especializada em atender pessoas?
    – Sua equipe técnica, está preparada para realizar o atendimento dos seus pacientes de uma forma organizada e dentro dos processos estabelecidos?
    – Como sua equipe age quando você não está presente? Mesmo que seja você e uma recepcionista ou secretária, ou que esta equipe seja composta por inúmeras pessoas.

 

  1. Finanças: como é tratada a vida financeira da sua clínica ou consultório?
     – Você sabe o faturamento que é gerado por mês e sua lucratividade?
    – O planejamento tributário feito pelo seu contador é o melhor e te dá segurança jurídica?
    – Os preços praticados estão dentro da realidade da clínica e geram lucro?
  1. Comunicação: de que forma o seu consultório ou clínica está sendo percebida pelo seu paciente?
    – Existe uma identidade visual condizente com a imagem que quer ter?
    – O ambiente mostra os seus tratamentos?
    – Seu negócio está na internet? Tem Site? Redes Sociais?

Sim, você precisa estar atento a estes núcleos, eles diferenciam os negócios de saúde um dos outros e fazem com que os pacientes indiquem menos ou mais os seus serviços. Mas para saber exatamente o que você deve fazer no seu consultório ou clínica, é preciso ir mais a fundo. Você precisa ter um Plano de Ação.

Se desejar converse com o Grupo Asse que a 45 anos assessora contabilmente somente os profissionais da saúde e te ajudará a elaborar este plano de ação e fazer um bom planejamento para o ano de 2021.

Entre em contato com a equipe do Grupo Asse, através do e-mail: diretoria@asse.com.br

Menu