Contador que não entregar livro diário até 30/06/2015 a RFB pode gerar multa de 10% no lucro líquido

Com entrega prevista para 30 de junho de 2015 no ambiente do Sistema Público de Escrituração Digital – Sped, a Escrituração Contábil Fiscal – ECF substituirá a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica – DIPJ. A empresa que não entregar o documento no prazo ou remetê-lo com atraso, fica sujeita a multa equivalente a 0,25%, por mês-calendário ou fração, do lucro líquido antes da incidência do imposto sobre a renda e da contribuição social sobre o lucro líquido, no período a que se refere à apuração, limitada a 10%. Não há mais tempo a perder. Tem 2 meses para cumprir esta exigência, para que a RFB não autue 10% dos lucros líquidos distribuídos aos sócios.

A ECF, agora, é uma obrigação acessória entregue dentro do ambiente Sped, e isso significa que a possibilidades de fiscalização da Receita Federal do Brasil – RFB aumentaram muito. Com essa escrituração, o fisco ganhou força e agilidade com relação à checagem da veracidade das informações empresariais. Assim, a contabilidade deverá ser feita de forma completa através da escrituração do livro diário em conformidade com a lei.

Menu